quinta-feira, 20 de março de 2008




Poderá um Professor retirar um telemóvel a um aluno ?

A Professora revela falta de bom senso. A aluna está descontrolada, os níveis de Dopamina em circulação no Cérebro são nesta idade o dobro do dos adultos, tornando-os mais sensíveis e impulsivos, não tendo medo de enfrentarem tudo e todos. Mas a Professora revela que não tem conhecimento disto, e deveria ter, e portanto só piora a situação.

Porque é que os telemóveis não são guardados no início de cada aula, como se faz há muito tempo nas aulas de Educação Física?

Os telemóveis representam hoje em dia para os alunos os seus diários e portanto são invioláveis e eles farão tudo para os protegerem!


9 comentários:

Anónimo disse...

Está a falar de quê? Falta de bom senso por parte da professora? Sabe se a aluna recusou desligar ou a entregar o telemóvel como é norma nos regulamentpos internos da escola? Não me parece que essa ideia de pedagogia das novas "ciências ocultas" funciona adequadamente com muitos dos actuais alunos. Eles estão numa escola que existe para ensinar e não para substituir os pais. Não estão em casa!

Anónimo disse...

E quando o professor usa o telemóvel durante a aula ?

Vodafone

Anónimo disse...

" Todos aqueles que agora gritam "Aqui Del-Rei" sobre a Educação actual, foram os que tiveram passagens administrativas no 25 de Abril, passaram directamente do 7º ano (11º actual) para a faculdade, sem fazerem qualquer tipo de exames e a licenciatura foi um estantinho, sem nunca serem avaliados; e não nos podemos esquecer dos muitos retornados que chegaram a Lisboa a dizer que tinham feito o exame do 7º ano, sem qualquer tipo de comprovativo; foram aqueles que passaram o Ano Propedêutico chumbados a todas as disciplinas excepto às nucleares, porque o Ministério alterou as regras após os resultados dos exames; foram aqueles que fizeram os exames do 2º Ano do Curso Complementar (11º ano), o que toda a gente sabia dois dias antes , e o que o veio substituir depois, acabando por se fazer a média dos dois resultados (quem levou feito o primeiro apanhou 20 valores e só foi preciso assinar o segundo para passar e ir para a faculdade). E não nos podemos esquecer das constantes RGAS (Reunião Geral de Alunos). A maioria acabou por fazer carreira nos partidos e estão agora com belas reformas, apesar de estarem muitos deles no activo. O problema do Ensino são os intelectualóides de meia tigela que acham que até ao nono ano se devem considerar todos os alunos como futuros engenheiros e matemáticos; são os intelectualóides que acham que os alunos têm de gramar com bêbado do Camões, o xungoso do Pessoa e o escabroso do Saramago." – Quitéria Barbuda in "A Verdadeira Geração rasca", revista "Espírito", nº 16, 2005.

www.riapa.pt.to

António Venâncio disse...

Então os "meninos" não deviam ir "escrever os seus diários" dentro da sala de aula. Estamos a falar mesmo da falta de educação que os meninos têm, porque os paizinhos os deixam fazer tudo, e da desautorização constante que o ministério tem feito aos professores. Aí estão os resultados.

Anónimo disse...

E a falta de educação dos professores, não conta?

Professorinha disse...

Não se guardam no início exactamente porque não é uma aula de EF... E mais, a professora revela a tal falta de bom senso, como diz... mas pensemos... algum dia a professora pensou que isto poderia chegar ao que chegou? A idade da professora já lhe merece algum respeito que ela nunca pensou que não tivesse...

É triste quando, vendo o desrespeito e histerismo da aluna, ainda culpamos a professora por falta de bom senso... Querem com isso dizer que a aluna coitada, devia ter acompanhamento?... Coitada da aluna...

Feliz Páscoa

Anónimo disse...

O histerismo é de ambas!

Tony

José Ferrão disse...

Acredito que a professora tenha tolerado, mas de certeza que não autorizou o uso do TM.
E qual é a diferença?
A diferença, é que para se poder acusar a professora de ter autorizado, deviam existir mecanismos na escola, e não na sala de aula, suficientes para transformar um regulamento em lei.
Qualquer um que conheça a escola pública, alunos incluídos, sabe perfeitamente que esses mecanismos nunca existiram, e que pelo contrário, os pais o que têm feito é adicionar, e não subtrair, a sua influência a favor da hostilidade a esses regulamentos.
Nesse sentido, acho que é de uma desumanidade gritante, atirar para cima da professora, na sua gestão da sala de aula, a responsabilidade perante a violação da lei pelos alunos, com o abuso dos TM.
A sociedade produz as tecnologias, faz as leis impondo limites ao uso dessas tecnologias, omite os mecanismos para poder impor o respeito por essas leis, e depois fica à espera dos "desastre" para empurrar para cima de quem trabalha, o exercício da ilegalidade?

Anónimo disse...

Que lástima, e eu que entrei na internet pra ler alguma coisa que me convencesse a continuar nessa tão pouco valorizada profissão, e tenho que ler coisas tão absurdas, e essas pessoas por acaso jah estiveram algum dia numa sala de aula, já sentiram na pele o deboche e o pouco caso que os alunos fazem de um professor, jah se perguntaram se o secretario de educação jah trabalhou na educação? as falas são sempre de pessoas que não sabem de nada, aguentamos desaforos de pessoas que nem nossos filhos são, e ainda a culpa é sempre do professor, escola não é deposito de filhos mal educados e que estão lá por que uma lei os obriga, não quero dizer que esta professora está certa ou errada, mas que haja o que houver, o professor é sempre culpado, e eu todos os dias peço a Deus que me dê sabedoria para não cair na pilha desses adolescentes que saem de casa todos os dias dispostos a culpar a primeira pessoa que vê pela frente pelas desgraças de sua vida, e eu não só falo de grandes tragédias, até o fato de não querem estudar nada e achar desnecessário estudar, pois pra orkut, msn e outras coisas , para isso não necessita de conhecimento, uma escola não e só isso, eu sei, mas parem de sempre culpar a escola e os professores por tudo, escola não é creche !!!!!!
alguem indignada com esta palhaçada que virou a educação no Brasil, e são esses alunos que vão ser médicos, advogados entre tantas outras coisas, e vão ser com certeza, eu me pergunto se eles admitiriam em suas empresas alunos como eles!!!!!